quinta-feira, 2 de setembro de 2010

DEMENTEMENTE

Para uma amiga que, sofrendo demais por amor, inspirou-me nestes versos...

Apaixonados amam demais,
amam em demasia,
amam tão qual azia, uma ânsia
apaixonados, amam...

apaixonados amam demais
apaixonados amam além da razão
apaixonados são movidos
apaixonados são todos ouvidos,
apaixonados, cegos que tateiam
apaixonados ensaiam a busca, o fôlego,
a querência, a entrega da alma...

apaixonados amam demais
demais, acima do seu si
demais em seus pormenores
demais no salitre do sândalo, do rícino...
demais, quase ensandecidos, insaciáveis, com sede e fogo...

apaixonados amam
demais, de menos, por igual
amam o amor, amam o amar, amam a paixão...
amam com compaixão, amam apaixonadamente !!!!

amam demais, apaixonados então...
buscam nos umbrais e praças, um amor aluvião;
jorrando do magma interno, deste uno tão par
fazendo-se eterno, mas desejando um findar...
daquilo que nomeiam em segredo, escancarado buscar.

Apaixonados, tão puros, amam dementemente.

5 comentários:

Juliana M. Mesquita disse...

Nossa.. demais, demais, demais.
Difícil traduzir como você bem o fez tão lindamente. Acho que a maioria de nós já viveu momento assim. E se sofre!
Mas o amor voltará ainda mais lindo, inundando de paz.
Beijo, até breve! :)

Hig@oººº disse...

Grande Theus, tava com saudades de um "escrevinhado" seu, aí me aparece vc com esse belíssimo raciocínio lógico do ilógico.
"Prefiro me queimar no incêndio da paixão, a consumir minhas horas no tédio do amor"
Grande abraço irmão.

Rodrigo Passos disse...

gostei de sua sensiblidade, lindo poema!!

Higor Dourado disse...

Nossa.. que poema mais Bohemio ^^

Aline disse...

Esse foi pra mim...
so vc soube me ajudar nesse momento q todos um dia passamos..
sofrer por amor..n e legal,mas e real..