segunda-feira, 24 de março de 2008

ODE AO VINHO

"...Como os jovens poetas que passam os dias a errar e a procurar rimas. Falar sozinho, verte sua alma no ar frio e tenebroso da noite..." (Baudelaire)

Palavras e mesa de bar,
torturas e sinceridades
...a brusca vontade de urinar...
A mancha de vinho no puro lenço,
formando nomes, cortando minha carne com sua língua,
som de violão e palavrões,
mesa de bar e deusas
...e (novamente) brusca vontade de urinar...

Petisco e mesa de bar,
filosofias e teorias
alguns choram
outros marcam num papel
quantas vezes se foi no banheiro...
Tonturas e sinceridades,
ode de vinho... amar, escutar,
agradecer ao vinho,
revelações baudelairianas...
Que bom a existência dos entorpecentes !
O vinho é meu sangue !

- Licença: vou ao banheiro...

(2003)

4 comentários:

Minina disse...

é...

qe seria da humanidade sem os entorpecentes? acho q estariam todos se esmurrando pelas ruas... rssrs

é bom, mesa d bar... o movimento das pessoas, seus corpos, os copos... as cores, a luz... é tudo propício para todas as conversas q só em mesa d bar...

gostei do poema. tipo, aqi:

"O vinho é meu sangue !

- Licença: vou ao banheiro..."

é como se o eu lírco estivesse numa daqelas conclusões depois d um longo papo, no ápice do discurso: "o vinho é meu sangue"... daí d repente, o corpo chama, ele toma mais um gole d leve, e diz: "vou ao banheiro"... rsrsrsr visualizei isso direitinho... rsrs... jah aconteceu comigo...

enfim,

abraço,

té!

Mateus Dourado disse...

Poxa, sempre é bom ver pessoas diferentes comentando em meu blog...

valeu o comentário aí, minina !!!

Vou retribuir e verei o seu blog tb, na paz ?!

Valeu !!!

Germano V. Xavier disse...

Grande mestre, tá vendo!
Aos poucos você vai conquistando novos leitores! Bom ver isso, posto que és um merecedor...

E esse poema flor do mal! O que dizer de nossas drogas contra a obediência?

Melhor mesmo é urinar na cara do que é falso e hipocrisia!

Show, professor!

Bom demais beber de teu vinho!

Abraço amigo, Germano.

Hig@oººº disse...

Teus não entendo como meu outro comentario não apareceu aqui, mais tudo bem...quero lhe dizer que é um praser vir beber um poema aqui no seu espaço, tomar uma dose de crônica, ou um drink de contos, adoro me embriagar em meio as suas palavras e sair entorpecido por ideias e ideais de um poeta como você. o caminho é esse irmão, externar dragões, engulir flores, matar com cartas de amor e agradar a deus acariciando os chifres do diabo.

grande abraço do seu amigo e fã.