terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

O TRAGO

"Mas o que sinto escrevo. Cumpro a sina..." (Adélia Prado)

Traga
o trago
atrás
do afago.

Fago e cito,
como e quando
enquanto tácito,
tranço e traço.

Contudo sou nada.

(2007)

Um comentário:

Germano V. Xavier disse...

E essa verve concretista que não se esgota, professor!!!

Bom ler ares que não contemplava muito antes... Gostar é só uma questão de tempo...

Seu fã, Germano.